Aerograma

Isento de Porte e de Sobretaxa Aérea

29  09 2008

O que fazer com uma beringela?

O medo das invenções na cozinha já passou. Agora o maior problema é decidir porque ordem se enfiam as coisas na panela.

Dei por mim a olhar para uma beringela rechonchuda, que mais parecia um frade gordo.

Sem fazer ideia do que sairia, comecei por autopsiar a beringela. Lembrei-me de uns senhores que congelaram um cadáver e o cortaram às postas, só para terem um modelo do corpo humano todo bonito. A beringela não estava muito para aí virada, mas acabou por ter o mesmo destino.


À esquerda, o fígado. Ao meio, o intestino delgado. Lá em baixo, parte do cérebro…

Lembrei-me que havia uma meia cebola à espera de destino no frigorífico. Acabei por fazer dela cebola picada.


Deu luta, mas acabou assim

Foi um momento triste, chorei e fiquei ranhoso. Pobre cebola.

140908-0000-beringelas3
Fiquei emocionado

Três dentes de alho passavam à porta da cozinha, despreocupados. Fui pé-ante-pé com uma rede e Zás! apanhei-os. Tirei-lhes as guelras e juntei-os à cebola.


Este alhinho fez uma casa de palha, aquele fez uma casa de madeira e o outro uma casa de pedra…

Lembrei-me das palavras sábias de um amigo, que diz que a base da culinária portuguesa é o refogado. Aqui fica a homenagem ao Nuno Curto: Um refogado!


Parece divertido

A beringela estava aborrecida. Só a cebola e o alho é que se divertiam. Assim não podia ser. Resolvi levá-la ao parque de diversões. Uma frigideira com azeite quente…


Foi um dia bem passado, a escorregar e a fazer pccchhhh no meio do azeite

Entretanto, sem que eu desse conta, meia lata de milho e outra meia de grão saltaram para o refogado. Consta que o milho se estava a afogar e o grão tentou salvá-lo, mas também não sabia nadar. Acabei por ter de sacrificar a beringela só para ver se se agarravam a alguma coisa que flutuasse… debalde. Afogaram-se os três… a minha vida é tão triste.


O desastre…

Como estas desgraças me abrem o apetite, acabei por tirar um bocadinho para um prato e provar. Estava bom. Ainda não morri nem passei horas na casa de banho…


O funeral

Acerca do autor

1

Nascido no século passado com alma de engenheiro, partiu para Angola, de onde envia pequenos aerogramas.

5 respostas a “O que fazer com uma beringela?”

Nota: Comentários mal-educados, insultuosos ou desenquadrados serão apagados.
  1. Esta não foi bem a ementa do último sábado…mas claro que houve refogado!!!Ou não seja esta uma casa portuguesa concerteza…
    Sentimos a tua falta na mesa…
    Esperamos por ti (voçês) um destes dias para o café.

    Beijinhos refogados (muito melhores!!!!)

  2. Estou a apreciar essa cozinha, passo a passo. Se tivesses de escrever a receita seria mais ou menos assim:
    -ingredientes: o que houver
    -quantidades: q.b (de acordo com o apetite)
    -modo de preparação: um refogado, no qual se afoga tudo muito bem, não vá aparecer um qualquer ingrediente saltitante, armado em nadador-salvador.
    Posto isto, saboreia-se e…tudo pode acontecer…
    Beijinhos “à la carte”.

  3. Já percebi que cozinha melhor do que eu, sou adepta da cozinha prática. Neste sentido se quiser experimentar outra forma rápida de fazer beringela…bata ovos suficientes para a quantidade de beringela, acrescente um pouco de sal, passe as rodelas (mais finas do que as da foto) nos ovos batidos e frite a seguir. Pode acrescentar um pouco salsa picada aos ovos. Esta receita também pode usar para fritas courgetes ou abobrinhas, não sei como chamam aí mas é exactamente a mesma coisa :)

  4. Aqui fica o meu comentário já um pouco “fora de horas”

    Antes de mais, obrigado grande Afonso por te lembrares :P (até fiquei como tu depois de cortares a cebola)

    Aqui ficam mais duas receitas:
    – pega numa beringela e corta em fatias transversais ao eixo maior
    – entretanto faz um refogado (óbvio) numa caçarola/frigideira/wok/algo com tampa
    – junta ao refogado pimento às tiras, corgetes, cogumelos.. (parte opcional)
    – depois de tudo já estar quase no ponto, juntas as fatias de beringela (esta não pode ser muito cozinhada correndo o risco de deixar da ser às rodelas e passar a papa)
    ~- 3 minutos e deve estar pronto
    Fica muito bom com parmesão por cima :)

    Uma outra receita (da Teresa) indicada para gastar os restos dos dias anteriores.
    – corta uma beringela pelo eixo em duas partes.
    – retira a parte do interior da beringela para uma tigela à parte
    – fica com a casca com 3 mm de polpa para fazer de forma :)
    – mistura na tigela, carne picada temperada a gosto, bacon, chouriço, queijo, etc..
    – coloca essa mistura no interior de cada uma das metades da beringela
    – cobre com queijo
    – leva ao forno para cozer e depois gratinar

    Por fim, se fizeres um churrasco, podes grelhar fatias de beringela junto com a carne temperadas apenas com sal grosso.

    Com esta conversa toda, fiquei cheio de fome :)

    Grande abraço

    Ps- se tiveres dúvidas acerca de como cozinhar vegetais, pergunta a este ex-vegetariano :P
    -

  5. Nunca tinha lido uma receita assim, fiquei até com peninha de comer a beringela, no seu funeral.

    Adorei. Até mais.

Deixe uma resposta

Nota: Os comentários apenas serão publicados após aprovação. Comentários mal-educados, insultuosos ou desenquadrados serão apagados de imediato.

« - »